A conquista da serra de Bornes (Macedo de Cavaleiros)

Depois de no início de novembro termos feito a primeira aventura do ano fora de portas, não deixámos que acabasse o mês sem nos aventurarmos numa outra… o destino seria a “conquista” da Serra de Bornes e arredores…
O Zé traçara a coisa para o dia todo e, como sempre, a ideia seria aliar o passeio ao conhecimento de património local de interesse da região.
Assim foi, saímos bem cedo de casa em direção a Macedo de Cavaleiros, ainda o sol não tinha nascido para iniciar bem cedo a volta pois, para se fazerem 87kms pelo monte nesta altura do ano, obrigava-nos a ir cedo para os trilhos. L
á estacionámos no parque de estacionamento da escola para daí sairmos para mais um épico.
A saída de Macedo faz-se por entre olivais subindo até a localidade de Pinhovelo, ainda com a lua a acompanhar-nos no horizonte…pelo caminho, pudemos apreciar ...

 

 

(A)medo, calçadas, pontes...por terras de Ansiães

Quando vemos uma calçada, independentemente de saber a sua extensão, ficamos logo com vontade de a fazer de bicicleta…
A determinada altura do verão passado, passámos em Pombal de Ansiães a caminho de S. João da Pesqueira e eis que uma placa na estrada indicava uma calçada…pronto, não foi preciso falar, olhámos um para o outro e pensámos o mesmo. Aqui poderia nascer um “épico”…!
O Zé durante a semana fez uns contactos para uma pessoa, nosso colega de profissão, também um amante da Natureza, da aventura, o prof. Aníbal Gonçalves de Vila Flor, que conhecera virtualmente através do seu Blog, a fim de tecer alguns esclarecimentos, isto porque, o trabalho de casa estava quase concluído, no entanto, algo lhe suscitava uma dúvida ou outra em relação a uma ligação que depois ...

   

Novo ano...novas pontes...

Desde que começámos em outubro a fazer umas voltas de BTT na ordem dos 100kms, maiores do que o que vinha sendo habitual, apanhámos o gosto pela coisa e desde então já fizemos umas 3 ou 4.
O facto de serem voltas maiores, permitia-nos alcançar uma maior área e, por conseguinte, conhecer novos trilhos porque os da zona começam a ficar “esgotados”…mesmo assim, falámos de centenas de kms sem repetir um único km…!
Normalmente é o Zé que idealiza a volta mas depois, incumbe-me a mim de a “desenhar” e assim foi.
Falou-me em duas pontes de arame no rio Tâmega, uma em Ribeira de Pena e uma outra a montante na localidade de Monteiros. Como condição a volta teria de andar pelos 100 kms.

   

Travessia das 3 Serras - Amarante / Vila Pouca de Aguiar

Depois de no passado fim de semana termos dado uma voltinha com o nosso amigo Nuno Ribeiro, e termos estado de volta ao nosso “quintal”, com as paragens que fizemos durante a manhã e as transpirações nas subidas, deu para apanhar um resfriado e consequente constipação… Na terça feira o Zé diz-me que me preparasse que no sábado seguinte seria a “doer”. Bem, constipado…vamos ver se dará…
Perguntei-lhe qual seria a volta e entretanto enviou-me o track por email. Quando o abro vejo um total de 119 kms e, olhando para o mapa assusto-me como é óbvio…!
3 serras…hum… questionei-o se achava mesmo que era para fazer. Tentei desculpar-me com a constipação mas ele foi-me dizendo que se não fosse agora, tarde seria, porque “os dias estão a ficar pequenos”.
De imediato verifico que há possibilidade de encurtar a coisa em cerca de 20kms ...

   

Who's back? Travessia Lamas de Orelhão - Vila Pouca de Aguiar

Quem tivesse lido a nossa última crónica/relato, facilmente depreenderia que ficámos com um “amargo de boca” e uma vontade enorme em completar o percurso do Who’s Afraid, especialmente o segundo dia, que ligava Mirandela a Pedras Salgadas. Só não o fizemos porque outros compromissos não o permitiram.
Durante a semana, nas nossas viagens para o local de trabalho, costumamos combinar os passeios do sábado seguinte e claro, teria de ser esse, ou seja, o segundo dia do Who’s porque a coisa ainda estava fresquinha...
Para não começar em Mirandela, decidimos fazê-lo em Lamas de Orelhão, uns kms antes porque eu não conhecia a chegada a Mirandela. Demos uma “espreitadela” no GE(Google Earth) para ver qual seria o melhor trajeto até intercetar o percurso.
Às 7h30m da manhã lá saímos, com o nosso pai, mais uma vez, a aturar-nos a ...

   

Who's Afraid? - Travessia da Terra Quente (Pedras Salgadas - Mirandela)

Muitos têm sido os amigos que temos conhecido através deste desporto…
Há uns tempos a esta parte, aquando da sua vinda a Jales o Miguel Martins e o Joel falaram-nos no Who’s…
Entretanto, soubemos que a próxima edição deste, se é que se pode chamar “desafio aos amantes do BTT” seria na nossa região. À medida que o percurso estava a ser estudado pelo “cérebro” do evento, o Luís Martins, fomos comentando algumas fotos que foram partilhando, na rede social, até que o Luís decide meter conversa com o Zé e a partir daí, embora já numa fase adiantada da coisa, foi-se-lhe dando uma ou outra dica em relação ao percurso na região que bem conhecemos. Pela conversa, logo vimos que comungavam bastante do nosso espírito em relação à modalidade, o que se tornou ainda mais aliciante fazer o nosso melhor para a colaboração/ajuda ...

   
A última e grande aventura de 2011 - Sr.ª da Graça/serra do Alvão

Quando olhamos à nossa volta para os montes e vales que nos rodeiam, vem-nos à memória os fantásticos momentos vividos a pedalar a sós, ou com amigos de variadíssimos lugares que nos têm visitado. A época de pedaladas este ano começou um pouco tarde para o que é habitual e, porque a saudade de alguns empenos já se estava a esvair, nada melhor que começar no último mês do ano (e que mês… 280Kms e 7700m de acumulado de subida em quatro saídas) a “esticar um pouco a corda” em relação ao que vinha sendo normal anteriormente nestes passeios BTT. A reação foi bastante positiva e claro está, numa conversa no passeio do dia da consoada, veio à ideia de fazer uma coisa que se ajustasse ao dia inteiro.
Onde vai ser…? Sr.ª da Graça – monte farinha, em Mondim de Basto!!!
Há 2/3 anos a esta parte, os amigos de Tourencinho tinham-nos convidado para os ...

   

O primeiro fim de semana de Julho, ficará de certeza marcado para os 5 ciclistas que se deslocaram a França/Suíça para pedalar por vários locais, alguns deles míticos, a convite de dois irmãos amantes também das pedaladas. Na sexta-feira pelas 15 horas carregaram-se as bicicletas, depois de na noite anterior as termos embalado nas devidas caixas. De saída para o Porto a viagem fez-se num clima de tranquilidade e acalmia, não necessitássemos das forças para pedalar durante 3 dias seguidos, sem saber muito bem o que nos esperava.
Depois de termos passado por todas as formalidades de embarque, eis que chega a hora de esperar pelo voo…e que seca nos deram dentro do avião...!!! Mais de uma hora ali sentados, à espera que a greve momentânea dos controladores de tráfego aéreo em França terminasse. O voo estava marcado para as 19.45 e só às ...